Rosa Maria, 39 anos, é mulher preta, afroindígena, nordestina, do Maranhão, Brasil; Integrante do Movimento Preto na Pedagogia Waldorf (MPPW) e colaboradora e coordenadora do Movimento Waldorf Antirracista; fundadora/professora/gestora do Jardim Aroeira (Olinda, Pernambuco) e pesquisadora.

..."Enquanto professora e observando minha integração no organismo social, busco a volta prática dos impulsos que permearam o nascimento da pedagogia Waldorf, atrelando os avanços científicos e de moralidade social, buscando vivificar na pedagogia a alma do povo brasileiro, reconhecendo nossas raízes, a potência e importância dos povos originários, africanos e diáspora na composição de nosso caldo cultural/étnico/racial. Ainda hoje na Pedagogia Waldorf em Pindorama, há um forte reflexo do racismo estrutural e do eurocentrismo, no apagamento da história do povo preto e indígena, no não cumprimento das LDBs 11.645/08 e a romantização da invasão colonial. A possibilidade de demonstrar o bom, belo e verdadeiro dos povos originários e diáspora me impulsionam para o sonho de uma educação mais justa, integral e consciente. Gratidão!"

APOIO

PARCEIROS